barra dúvida um
barra dúvida dois
site dúvida
logo musculação
casal fitness
lupa

Enciclopédia do Fisiculturismo

© Copyright

mail barra
Botão Menu

LinkedIn
botão calculadoras
título calculadoras
fecha calc
calculadora bf calculadora tmb calculadora imc

fecha visi

Usuários On-Line

Veja o que estão acessando

 

• não estão excluídos desta relação os acessos feitos por robôs (bots)

• contabilizados os acessos totais nos últimos 30 minutos

88
Veja detalhes

 

As funções e a história de descoberta da vitamina C

 

  • Vitamina C

Marcelo Calazans

Elaborado em 17/06/2017

 

RUSSI, MC. As funções e a história de descoberta da vitamina C. Matérias Musculação, São paulo, jun. 2017.

 

A história mais famosa de descoberta de uma vitamina, talvez seja a da vitamina C, que está relacionada com uma doença de nome escorbuto.

 

A severa deficiência de vitamina C nos humanos, acaba por ocasionar o escorbuto, que é uma doença que se caracteriza pela ocorrência de hemorragias espontâneas e dificuldade na cicatrização de feridas[1].

 

Existem relatos de que desde 1515 AC os egípcios já conheciam o escorbuto[2].

 

Os gregos e romanos tiveram suas tropas militares dizimadas pelo escorbuto[3], mas foi no final da idade média que o escorbuto foi considerado uma epidemia na Europa[4].

 

Mas o fato que associaria em definitivo o escorbuto com a deficiência de vitamina C, ocorreu no final do século 18 com a era das grandes navegações marítimas.

 

Foi observado que os marinheiros que permaneciam a bordo dos navios por mais tempo, eram os mais afetados pelo escorbuto[5].

 

O primeiro teste com a vitamina C na tentativa de se combater o escorbuto, foi feito pelo médico britânico James Lind em 1747, e ele documentou a ingestão de sucos na tentativa de se combater a doença[2].

 

Até então, o composto vitamina C que conhecemos hoje, era citado entre os especialistas da época com o nome de "fator antiescorbútico".

 

Foi apenas em 1919 que Drummond propôs chamar o "fator antiescorbútico" de vitamina C[3], mas a devida nomeação da substância viria através do cientista Albert Von Szent-Gyorgyi (1893-1986), que em 1928 definitivamente isolou o "fator antiescorbútico" em diversos alimentos e o batizou como vitamina C[6].

 

Mas as pesquisas e a difusão definitiva do uso da vitamina C ainda contariam com a colaboração de um ganhador de prêmio nobel, o químico americano Linus Pauling (1901-1994), que associou na época o uso da vitamina C no combate de resfriados, gripes e outras viroses[7].

 

Vários são os benefícios da vitamina C no corpo, e podemos citar alguns. Ela acelera processos de cicatrização, previne hemorragias de gengiva, combate o escorbuto, colabora com o ferro no processo de formação da hemoglobina que atua carregando o oxigênio, é uma boa aliada das infecções num modo geral, se constitui em um elemento importante no desenvolvimento dos ossos e tecido conjuntivo[8], atuando também como antioxidante no combate aos radicais livres.

 

A vitamina C serve como co-fator de duas importantes enzimas na biossíntese do colágeno, as enzimas lisil e a prolil hidroxilases. Essas enzimas são as responsáveis pela estabilização e formação da rede de moléculas de colágeno[9].

 

Conforme a pele vai envelhecendo, a derme se torna mais fina[10], e como consequência disso, o seu conteúdo de colágeno diminui[11].

 

Esse talvez seja o fato que faz muitas pessoas atualmente associarem a vitamina C com a saúde da pele.

 

Para nossos leitores praticantes de musculação, podemos citar um benefício da vitamina C como substância anticatabólica.

 

No crescimento muscular, existe uma dependência da ação anabólica da testosterona. A testosterona fornece então o estímulo anabólico, enquanto outro hormônio, o cortisol, oferece o estímulo contrário, que é o estímulo catabólico.

 

Para que o crescimento muscular aconteça, devemos ter a supremacia da testosterona com seu efeito anabólico sobre o cortisol com seu efeito catabólico.

 

O crescimento muscular acontece apenas quando as quantidades necessárias de testosterona para o crescimento muscular superam as quantidades de cortisol.

 

A vitamina C tem propriedades de controlar e atenuar as secreções de cortisol[12,13], e talvez seja esse o ponto que faz com que muitos coloquem a vitamina C como substância anticatabólica, que se traduzido em verdade, pode ser de muita ajuda para o praticante de musculação e no crescimento muscular.

 

Todas as vitaminas possuem a sua IDR (ingestão diária recomendada)[14], que nada mais é do que a quantidade correta de cada vitamina que uma pessoa deve ingerir diariamente para colaborar com a saúde do seu corpo.

 

Segundo a ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária), através da consulta pública nº 80 de 13 de dezembro de 2004 (D.O.U de 17/12/2004)[15], ficou determinada que a IDR de vitamina C é de 45 mg.

 

Portanto, podemos dizer que uma ingestão irregular de vitamina C, pode nos levar a ter comprometidas todas as funções da vitamina C no corpo humano já citadas acima.

 

As deficiências de vitamina C, além de causar uma propensão ao escorbuto, pode também gerar alterações cutâneas (pele), fragilidade nos capilares sanguíneos, queda dos dentes e deterioração da gengiva causando sangramentos, problemas de fraturas ósseas e deficiência na produção de colágeno[16].

 

A vitamina C pode ser encontrada em diversos vegetais, entre eles as frutas cítricas como laranja e limão, verduras, tomate, couve-flor e pimentão[8].

 

Nos preparados vitamínicos e farmacológicos vendidos no mercado como suplementos e medicamentos, podemos encontrar a vitamina C vendida como ácido ascórbico.

 

É importante para avaliar se a sua dieta é deficiente de alguma vitamina, uma consulta médica ou nutricional com um profissional habilitado da área de saúde.

 

As vitaminas podem ser divididas em vitaminas hidrossolúveis e lipossolúveis.

 

Podemos dizer que a vitamina C, junto com as vitaminas do complexo B, pertencem ao grupo das vitaminas hidrossolúveis. Pertencem ao grupo das lipossolúveis as vitaminas A, D, E e K[17].

 

A solubilidade das vitaminas confere a elas características específicas, como por exemplo a forma como são absorvidas e armazenadas pelo corpo[18].

 

As vitaminas hidrossolúveis, são geralmente absorvidas diretamente pela corrente sanguínea, enquanto que as vitaminas lipossolúveis, assim como outras formas de gordura, são transportadas para o sangue através do sistema linfático[18].

 

Outra característica é que as vitaminas hidrossolúveis não formam grandes estoques de armazenamento no corpo, e são expelidas pelo nosso organismo com mais facilidade, enquanto as lipossolúveis, são geralmente armazenadas no fígado e tecido adiposo. Por isso podemos destacar a importância da ingestão regular das vitaminas hidrossolúveis.

 

Na dúvida sobre as funcionalidades da vitamina C e sobre estados de carência dessa vitamina, a consulta a um profissional da área de saúde para maiores esclarecimentos é sempre o mais indicado.

 

Referências:

 

1 - Carranza Periodontia Clínica, Newman Newman, 2016.

 

2 - Manela-Azulay, Mônica et al . Vitamina C. An. Bras. Dermatol., Rio de Janeiro, v. 78, n.3, p. 265-272, June 2003.

 

3 - Sharman IM, Vitamin C: Historical aspects, in Vitamin C, Recent Aspects of its Physiological and Technological Importance, GG Birch and KJ Parker, Editors. 1974;Halsted Press Book, Wiley:New York.1-15.

 

4 - Carpenter KJ. The history of scurvy and vitamin C. 1986; Cambridge: Cambridge University Press. 423.

 

5 - Lind JA treatise on the scurvy, ed. C.P. Stewart and D. Guthrie. 1953;Edinburgh: Edinburgh University Press.

 

6 - Szent-Gyorgy A, Vitamin C. J Biol Chem.1928.

 

7 - Pauling L, Evolution and the need for ascorbic acid. Proc Natl Acad Sci USA, 1970.

 

8 - Alimentação - Um Segredo da Saúde, Battello,Celso, 2017.

 

9 - Pinnel SR, Murad S, and Darr D, Induction of collagen synthesis by ascorbic acid. A possible mechanism. Arch Dermatol, 1987.

 

10 - Tan CY, Statham B, Marks R, and Payne PA. Skin thickness measurement by pulsed ultrasound: its reproducibility, validation and variability. Br J Dermatol, 1982.

 

11 - Shuster S, Black MM, and McVitie E. The influence of age and sex on skin thickness, skin collagen and density. Br J Dermatol, 1975.

 

12 - Inhibitory effect of ascorbic acid (vitamin C) on cortisol secretion following adrenal stimulation in children., Liakakos D, Doulas NL, Ikkos D, Anoussakis C, Vlachos P, Jouramani G., Clin Chim Acta. 1975 Dec 15;65(3):251-5.

 

13 - A randomized controlled trial of high dose ascorbic acid for reduction of blood pressure, cortisol, and subjective responses to psychological stress., Brody S, Preut R, Schommer K, Schürmeyer TH., Psychopharmacology (Berl). 2002 Jan;159(3):319-24. Epub 2001 Nov 20.

 

14 - A Imagem Certa Para Emagrecer - Howard M. Shapiro, 2004.

 

15 - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Consulta Pública nº 80, de 13 de dezembro de 2004, D.O.U de 17/12/2004 [link] acessado em 17/06/2017.

 

16 - Bioquímica Ilustrada de Harper, Victor W. Rodwell, David A. Bender, Kathleen M. Botham, Peter J. Kennelly, P. Anthony Weil, 2016.

 

17 - Saúde da Mulher e Enfermagem Obstétrica, Deitra Leonard Lowdermilk, Shannon E. Perry, 2011.

 

18 - Nutrição - Frances Sienkiewicz Sizer, Eleanor Whitney, 2003.

 



 

química