barra dúvida um
barra dúvida dois
site dúvida
logo musculação
casal fitness
lupa

Enciclopédia do Fisiculturismo

© Copyright

mail barra
Botão Menu

LinkedIn
botão calculadoras
título calculadoras
fecha calc
calculadora bf calculadora tmb calculadora imc

fecha visi

Usuários On-Line

Veja o que estão acessando

 

• não estão excluídos desta relação os acessos feitos por robôs (bots)

• contabilizados os acessos totais nos últimos 30 minutos

77
Veja detalhes

 

Musculação na terceira idade

 

  • Musculação na terceira idade

Marcelo Calazans

Elaborado em 30/03/2017

 

RUSSI, MC. Musculação na terceira idade. Matérias Musculação, São paulo, mar. 2017.

 

A terceira idade é uma fase importante na vida de uma pessoa, e é uma fase em que alguns cuidados mais atenciosos devem ser tomados.

 

Segundo a ONU, a terceira idade em alguns países começa aos 60 anos, e dentro de uma classificação mais clássica feita por geriatras, que consideram fatores biológicos, a terceira idade é uma fase que vai dos 50 aos 77 anos[1].

 

O número de idosos no Brasil e no mundo, tem aumentado muito nos últimos tempos.

 

Estima-se que nos últimos 60 anos, a população idosa no Brasil cresceu em cerca de 15 milhões de habitantes, e até 2025, o Brasil será o 6º pais com maior percentual de idosos com cerca de 33 milhões[2,3].

 

Por esse motivo, a conscientização de que a pratica esportiva num modo geral pode melhorar a qualidade de vida futura de um indivíduo da terceira idade, é algo muito importante para se trabalhar na população.

 

São inegáveis as alterações físicas que ocorrem em decorrência da idade mais avançada, como por exemplo, as alterações na composição corporal.

 

As alterações mais clássicas na composição corporal de pessoas da terceira idade, são relativas às diminuições na massa muscular e aumento dos depósitos de gordura[4].

 

Sarcopenia é o termo utilizado para descrever a perda de massa muscular relacionada a idade[5].

 

São vários os fatores que colaboram para que a sarcopenia se instale, entre eles podemos citar a inatividade física, a remodelação das unidades motoras que acontece com a idade, mudanças nos níveis hormonais que podem interferir nos níveis de síntese proteica[6].

 

A musculação é uma das formas de diminuir as quedas de força e de tônus muscular em pessoas idosas[7], e é exatamente neste ponto que podemos colocar o benefício da musculação na terceira idade, visando retardar o processo de sarcopenia, que garantirá uma futura qualidade de vida melhor para esse indivíduo da terceira idade.

 

Outro ponto a se destacar com relação a terceira idade e a musculação, está na questão da densidade óssea, pois o termo osteoporose relacionado aos indivíduos com idade mais avançada, se torna algo muito frequente de se escutar.

 

A osteoporose é uma doença caracterizada pela diminuição da massa óssea e aumento no risco de fraturas que pode afetar diversas faixas etárias, mas é apontado que principalmente o envelhecimento, está associado a uma diminuição progressiva na densidade óssea em homens e mulheres[8].

 

A prática da musculação, além de prover melhorias no fortalecimento muscular, pode também estar associada a melhorias na densidade óssea[8].

 

Tudo isso nos leva a perceber, o porquê que a musculação para a terceira idade cresce tanto. Nos dias atuais, já existem até academias com programas voltados especialmente para a terceira idade.

 

Em todas as idades, a prática de atividades físicas deve sempre vir acompanhada de uma prévia avaliação médica especializada que irá viabilizar ou não a condição de saúde do paciente, afim de avaliar as possibilidades daquele indivíduo praticar uma atividade física.

 

Com a população da terceira idade não é diferente, e sempre antes de iniciar uma rotina de exercícios, o primeiro passo é procurar um profissional da área médica para uma avaliação prévia.

 

Além das melhorias na composição física do indivíduo da terceira idade que a musculação pode trazer, outro benefício a ser apontado é o fator associado aos benefícios sociais, e o uso frequente de uma academia pode trazer melhorias no contexto social do indivíduo da terceira idade, levando ele a melhores e mais amplas relações sociais com outros indivíduos da mesma faixa etária.

 

Por tudo isso, é que afirmamos que a musculação para a terceira idade, é algo que cresce muito e deve ser tida como uma atividade que pode melhorar muito a qualidade de vida futura da população dessa faixa etária em vários sentidos.

 

Referências:

 

1 - Terceira idade: uma breve discussão, Regina Sviech Pontarolo, Rita de Cássia da Silva Oliveira, 2007.

 

2 - Parahyba MI, Simões CCS. A prevalência de incapacidade funcional em idosos no Brasil. Ciênc Saúde Coletiva. 2006.

 

3 - Freitas EV. Tratado de geriatria e gerontologia. 2a ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

 

4 - Sarcopenia e envelhecimento, Tatiane da Silva Pícoli, Larissa Lomeu de Figueiredo, Lislei Jorge Patrizzi, 2011.

 

5 - Guccione AA. Fisioterapia geriátrica. 2a ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 2000.

 

6 - Roth SM, Ferell RF, Hurley BF. Strength training for the prevention and treatment of sarcopenia. J Nutr Health Aging., 2000.

 

7 - Estorck A., Erba I. L. L., Correa R. C. Os efeitos da musculação para terceira idade no desenvolvimento da qualidade de vida. Faculdade de Educação Física de Sorocaba (ACM), Sorocaba, Brasil, 2012.

 

8 - Saúde da Mulher e Enfermagem Obstétrica, Deitra Leonard Lowdermilk, Shannon E. Perry, 2011.

 



 

química